18 C
São Paulo
18 de abril de 2024

Anunciadas linhas de fomento em TICs, microeletrônica e para MPEs inovadoras

Ambas as instituições trabalharão em conjunto na troca de conhecimento] para promoção de linhas de fomento para esses segmentos pelo Brasil

A Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) e a Softex firmaram um Acordo de Cooperação Técnica que prevê a disseminação de informações qualificadas sobre crédito e fomento, acesso a conteúdo financeiro para a sustentabilidade e competitividade do setor de TICs e de microeletrônica, bem como para empresas inovadoras, em especial, as de micro, pequeno e médio porte (MPMEs) em todo o território nacional.

Por meio da parceria, as duas instituições trabalharão em conjunto na troca de conhecimento] para promoção de linhas de fomento para esses segmentos pelo Brasil por meio de workshops, fóruns e eventos de capacitação, bem como na coleta de informações dos ecossistemas das microrregiões para mapear necessidades não atendidas e desenvolvimento de políticas públicas estruturantes. Estão previstas, ainda, a produção e a distribuição de cartilhas e e-books.

“O Sistema Nacional de Fomento entende e apoia projetos focados em inovação que ajudem no desenvolvimento da economia brasileira e do nosso país. O crédito para inovação tem um papel importante na ampliação da competitividade e sustentabilidade dos negócios no setor de tecnologia. A ABDE comemora essa parceria e espera que nossa cooperação capacite ainda mais as Instituições Financeiras de Desenvolvimento para que possam continuar colaborando com o crescimento de um mercado tão importante no Brasil”, afirma Celso Pansera, presidente da ABDE.

“Como pioneiros na colaboração com o BNDES na criação da primeira linha de financiamento destinada a empresas de tecnologia da informação e operações de capital de risco nos anos 90, nossa jornada nos proporcionou uma vasta experiência e conhecimento ao longo de mais de duas décadas. Aproveitando esse legado e com a influência da Associação queremos instigar os bancos de fomento a adotarem uma abordagem mais estratégica em relação ao nosso setor. Nosso objetivo é ampliar as possibilidades de financiamento para empresas que buscam recursos para inovar e expandir seus negócios”, explica Ruben Delgado, presidente da Softex.

A ABDE reúne e representa 34 Instituições Financeiras de Desenvolvimento (IFDs) públicas e privadas no Brasil, incluindo bancos públicos federais, bancos e agências de fomento subnacionais, do sistema cooperativo, além da Finep e Sebrae. Essas instituições compõem o Sistema Nacional de Fomento (SNF), que representa mais de R$ 2,4 trilhões em operações de crédito, além de contar com larga experiência na criação e administração de fundos para projetos de desenvolvimento.

Já a Softex atua há 27 anos na promoção da competitividade e da inovação na indústria de software e serviços de tecnologia da informação no Brasil por meio de seus 22 agentes regionais distribuídos por 13 estados brasileiros e no Distrito Federal. A entidade possui 22 ICTs credenciadas e 19 aceleradoras parceiras e beneficia cerca de 4 mil startups e mais de 6 mil empresas.