Sua empresa está pronta para a Indústria 4.0?

 Rodney Repullo (*)

O surgimento da nova tecnologia digital nas indústrias impulsionou a quarta revolução na manufatura, com o surgimento da a Indústria 4.0. (i4.0).

Orientada por dados, a tecnologia i4.0 traz muitas vantagens, como visibilidade 360 graus de todos os processos industriais e a capacidade de converter dados físicos em dados digitais, para que seja possível compartilhá-los e analisá-los. Com a i4.0, pode-se reduzir ao máximo os gargalos e aumentar a flexibilidade da cadeia de suprimentos e a satisfação do cliente, resultando em maior lucratividade.

A verdade é que nenhuma indústria pode se dar ao luxo de ignorar a i4.0: a atualização para a inovação trará um aumento médio estimado de eficiência de 18%, além de uma queda de 13,8% em poucos anos. E, como Ran Poliakine, do Conselho de Desenvolvimento de Negócios da Forbes, escreveu recentemente: "Ao investir em tecnologia que conecta melhor pessoas, sistemas e máquinas, os fabricantes podem se tornar mais eficientes, ágeis e colaborativos do que nunca".

Muitos gestores na Indústria confiam muito que seus sistemas legados podem ser compatíveis com a i4.0. De fato, a tecnologia da i4.0 pode realmente prolongar a vida útil dos equipamentos legados, mas, como se percebe, o primeiro passo é avaliar as necessidades, a prontidão e o estado do legado e da infraestrutura de TI, bem como seus objetivos estratégicos.

Se você é novo no mundo da i4.0, talvez não tenha todas as informações necessárias para guiá-lo no processo de avaliação. Mas por onde começar e sua empresa de negócios 4.0 está pronto? Podemos listar os 5 elementos a considerar antes de implementar a i4.0:

1) Você precisa mesmo substituir a infraestrutura existente?

Você deseja substituir suas máquinas e infraestrutura de TI ou deseja fazer a transição para a Indústria 4.0 sem ter a necessidade de implementar novos sistemas de TI? Muitos sistemas legados podem ser atualizados com a tecnologia i4.0, de maneira rápida e fácil, evitando a necessidade de substituir máquinas, o ERP ou qualquer outro sistema.

Por exemplo, sensores IoT, que coletam dados em um determinado ambiente (por exemplo, a taxa de vibração de uma máquina) podem ser colocados em qualquer máquina, nova ou antiga. Será necessário combinar sistemas de comunicação para transmitir esses dados com software para coletá-los e integrá-los aos seus bancos de dados de TI existentes. Não importa se é na nuvem ou localmente, você tem painéis nos quais exibe seus dados e análises para otimizá-los, que podem ser implantados em toda a sua fábrica sem substituir a infraestrutura existente.

2) Você possui recursos financeiros suficientes?

A implementação do i4.0 economiza dinheiro, aumenta a produção e reduz os custos. Mas, como em qualquer outro investimento, você precisará “gastar dinheiro” para “ganhar dinheiro”. Por fim, não faz sentido investir tempo, dinheiro e mão de obra integrando sua fábrica à i4.0 se os retornos não forem projetados para serem muito maiores que o investimento. Você tem os dados corretos para calcular o ROI?

3) Recursos humanos - você tem a mão de obra adequada?

I4.0 é sobre pessoas, não menos do que sobre máquinas e processos. Avaliar as habilidades e o treinamento necessários para implementar a i4.0 não é menos importante do que avaliar a disponibilidade financeira e quais máquinas e sistemas atualizar.

No entanto, muitos executivos de produção podem não ter as habilidades e conhecimentos técnicos para supervisionar a orquestração da i4.0. Seus funcionários também podem não ter o conjunto de habilidades necessárias para implementar as mudanças e as novas tecnologias. Seus funcionários podem ser treinados para operar máquinas atualizadas? Quanto tempo isso vai demorar e quanto vai custar? Você precisa manter uma equipe de TI interna ou a TI pode ser realizada por um externo? Você pode mudar a carga de trabalho para a equipe de operações da TI. Mais questões nesse sentido precisam ser abordadas.

4) As soluções atuais atendem às suas necessidades?

Essa é uma pergunta fundamental: as soluções atuais que o mercado oferece atendem às suas necessidades ou exigem desenvolvimento adicional? Você está se perdendo em toda a linguagem e jargão tecnológico e em várias plataformas diferentes quando tudo o que realmente importa é seu resultado?

Escolher a solução certa para o negócio pode ser assustador. Muitas soluções podem ser caras, envolver longos tempos de implementação e ou não são adaptadas às necessidades e capacidades operacional da sua fábrica. Infelizmente, muitos fabricantes assumem que pagar o dólar mais alto a uma empresa "premium" é a melhor decisão. Na verdade, é mais importante encontrar as pessoas certas que trabalharão com você para testar e promover otimizações até que seus objetivos sejam atingidos.

5) Você pode medir real o benefício para o cliente?

Ao considerar a Indústria 4.0, pergunte-se quais otimizações mais beneficiarão seus clientes. Muitos deles exigem entrega rápida, visibilidade dos processos de produção e expedição, enquanto outros podem pedir maior flexibilidade na produção, para facilitar pedidos personalizados.

Ou então, você pode determinar que seus clientes se beneficiem do controle de estoque otimizado e/ou manutenção preditiva de máquinas, para reduzir o tempo de inatividade e acelerar o processamento de pedidos. Tudo isso e muito mais pode ser realizado com a Indústria 4.0 e, em última análise, beneficiarão você e seus clientes.

Fábricas inteligentes com tecnologia i4.0 hoje são o futuro. Elas são totalmente conectadas e flexíveis, integram dados do chão de fábrica e todos os sistemas de missão crítica para controle ideal de estoque, manutenção preditiva, pontualidade na entrega, visibilidade total e muito mais.

Uma fábrica inteligente oferece acesso a dados históricos e em tempo real integrados de alta qualidade, para tomada de decisão informada e acionável. O resultado é melhor OEE (Overall Equipament Effectivences), maior satisfação dos funcionários e clientes e maiores lucros.

(*) CEO da Magic Software Brasil.