Você está aqui: HomeProfissionais de TIArtigosGrupo New Space vivendo a onda digital

Grupo New Space vivendo a onda digital

 

Toda conversa com Emilio Cominato, presidente do Grupo New Space, é sempre um desenrolar de histórias e casos de sucesso que permearam a Tecnologia da Informação no mercado brasileiro nas últimas décadas, em especial quando o assunto se reporta ao atendimento de demandas das instituições financeiras; ainda que faça questão de ressaltar que a carteira de clientes amealhada pela empresa em seus 30 anos de atuação contempla empresas dos mais diversos segmentos econômicos.

Desde 2010 quando assumiu a presidência do Grupo, Cominato acompanha o avanço dos produtos e soluções digitais e tem orientado a estratégia da organização para essa nova realidade. Sempre com a preocupação de manter a filosofia de “desenvolver soluções e prestar serviços relacionados às soluções entregues”, o Grupo New Space nas palavras de seu presidente “está num bom momento vivendo a onda digital”. Além de garantir a sobrevivência e manutenção dos legados não-digitais de seus clientes, tem direcionado grande parte dos esforços para o desenvolvimento de soluções para o mundo digital, como por exemplo soluções paperless e aplicações de mobilidade entre outras.

Emilio reitera que o processo digital vem explodindo no segmento financeiro, e por isso, é um dos temas de destaque na edição 2017 do CIAB. Iniciativas cada vez mais consolidadas dos bancos totalmente digitais, a clara evolução e aceitação das Fintechs vêm se somar às iniciativas dos grandes bancos que após se voltarem para o mundo digital, reviram suas estratégias e, nesse momento, caminham a passos mais seguros e assertivos nesse universo digital.

Com um portfólio que contempla soluções tradicionais e migra a passos largos para as soluções digitais, avalia que o CIAB-2017 atendeu às expectativas da empresa tanto no quesito organização quanto nos aspectos de nível da audiência presente ao evento e nas soluções apresentadas pelos diversos patrocinadores. Como bem lembrou, o Congresso que nem suas primeiras edições tinha Hardware como seu principal destaque, chegou a essa edição em que ofertas de soluções e de serviços estão presentes em praticamente todos os stands.

As demandas digitais, o interesse dos gestores que visitaram o stand e as conversas com parceiros e mesmo com os concorrentes aumentaram a expectativa por uma melhoria nos negócios no 2. Semestre de 2017, como um prosseguimento da reação constatada nos primeiros meses desse ano.

Não há como se acomodar com tantos desafios e demandas apresentadas diuturnamente pelo mercado brasileiro consumidor de soluções e produtos de TI.

(*) Analista de Mercado de TIC

Login