Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do Fornecedor
A disseminação da geotecnologia como solução corporativa está motivando os fornecedores a investir no setor. Prova disso é o lançamento do satélite WorldView-2 no início de outubro, pela DigitalGlobe, que estabelecerá a maior constelação de satélites comerciais de alta resolução do mundo. Com a novidade, a IMAGEM – líder em sistemas de informações geográficas (GIS) na América Latina e responsável pela comercialização das imagens no Brasil – espera registrar um aumento de 40% nas vendas em 2010. Com resolução de 0,5m e fotos coloridas com 8 bandas multiespectrais, o WV-2 oferece maior precisão e definição de imagem. “Tais características são importantes para a utilização do GIS no Governo, Meio-Ambiente, Utilities, Óleo & Gás e Telecom”, afirma Marcos Covre, diretor Comercial da IMAGEM, dando exemplos de aplicações como no planejamento urbano de cidades, identificação de vegetação para definição de APP (Áreas de Preservação Permanentes) ou expansão de redes elétricas, oleodutos ou redes de fibra ótica. Em comparação com outros satélites de alta resolução já em órbita, Covre diz que o WV-2 é 7 vezes mais veloz e ressalta que esta rapidez permite coletar 2 vezes por dia um mesmo ponto de referência. “A multipla visualização tem uma aplicação militar para identificar alterações na região, mas no uso corporativo significa agilidade na prestação do serviço de imageamento”, destaca. A expectativa é que o WV-2 já esteja em operação a partir de 23 de outubro de 2009, 15 dias após o satélite entrar em órbita. “As empresas interessadas já podem solicitar a captura de regiões específicas”, informa Covre. O lançamento será transmitido pelo Boeing Lauch Service (http://www.boeing.com/defense-space/space/bls/missions/worldview-2/) ao vivo, no próximo dia 8 de outubro, aproximadamente às 15h35, horário de Brasília.
Com 26 anos de experiência profissional, José Cláudio Perrote será responsável por desenvolver e fortalecer a base de distribuidores da unidade Business Solutions A D-Link, líder mundial no fornecimento de soluções de redes, segurança, armazenamento de dados e vigilância IP, anuncia a contratação de José Cláudio Perrote como gerente de contas para a área de distribuição. A iniciativa faz parte da estratégia da D-Link Brasil de expandir sua atuação junto ao mercado corporativo, composto pelas médias e grandes empresas, a partir da unidade de negócios Business Solutions. “Meu principal objetivo será desenvolver e fortalecer a base de distribuidores corporativos, tanto para o mercado privado quanto para o mercado governamental”, afirma Perrote. O executivo ressalta que também será responsável por otimizar a disponibilidade de toda a linha de produtos da unidade Business Solutions nos distribuidores da D-Link. Com 26 anos de experiência profissional, todos dedicados à área de tecnologia, Perrote registra em seu currículo passagens por empresas como Epson do Brasil, Oki Data, AT&T Latin América, RED Network, Afina Sistemas e IPconnection, onde exercia o cargo de gerente comercial antes de ser contratado pela D-Link Brasil. O executivo é graduado em Engenharia Eletrônica pela FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado) e bacharel em Administração de Empresas pela Universidade Mackenzie.
A Brascan Agri, subsidiária da Brookfield Asset Management, escolheu o software Adaptive Planning como ferramenta de orçamento, planejamento e reporting visando obter maior qualidade no tratamento da informação durante a elaboração do seu planejamento orçamentário 2010. A empresa possui atuação nos mercados pecuário e agricultura, com prioridade na comercialização de bezerros em época de desmame para outros pecuaristas e confinadores. Com a utilização da ferramenta Adaptive Planning espera oferecer às equipes internas que participam da elaboração do orçamento maior integração das informações e qualidade no manuseio das mesmas em tempo real, com capacidade de verificação e análise do orçado versus realizado. A nova ferramenta é distribuída no Brasil pela ODE Peopleware e irá substituir as atuais planilhas eletrônicas utilizadas para esta finalidade, e que demandavam muito trabalho e tempo, além de muitas dificuldades durante a integração entre os planejamentos de suas unidades de negócios e fazendas. Antes de decidir pelo Adaptive Planning, as equipes responsáveis pelo planejamento orçamentário pensavam em desenvolver dentro da empresa o seu próprio sistema de orçamento e planejamento. Isto depois de avaliar várias aplicações disponíveis no mercado. “Avaliamos várias aplicações de mercado e não nos sentimos seguros, principalmente em relação aos investimentos necessários ao projeto (custos com licenças, consultoria, prazos, manutenção, além da dependência de TI e consultores externos etc). Foi quando tomamos conhecimento do Adaptive Planning e optamos por realizar uma análise da ferramenta para verificar se ela poderia atender às nossas necessidades”, conta Luis Noel, Gerente Financeiro Administrativo, da Brascan Agri, onde a ferramenta tem previsão de entrar em operação em outubro. “O Adaptive Planning se mostrou capaz de nos oferecer todas as funcionalidades que necessitamos e com o custo de acordo com as nossas expectativas”, acrescenta o executivo.
Atividade baseada no uniPaaS irá abordar como criar SaaS (Software as a Service), RIA (Rich Internet Application) e aplicações móveis corporativas para a Nuvem Acontece no dia 21 de Outubro, na sede da Magic Software Brasil, evento dedicado aos profissionais de TI interessados atuar no desenvolvimento de software como serviço (SaaS), RIA (Rich Internet Application) e aplicações móveis para o Cloud Computing a partir da utilização da ferramenta uniPaaS, da Magic Software. A atividade é gratuita e possui vagas limitadas. Na programação está a apresentação da definição do Cloud Computing, suas aplicações e oportunidades de negócios para os desenvolvedores e para as empresas que necessitam desenvolver aplicações internamente. Também será mostrado em "Construindo uma aplicação RIA de ponta a ponta" como o uniPaaS possui a capacidade de criar aplicações até 90% mais rápido que as ferramentas tradicionais e sem a necessidade de centenas ou milhares de páginas de códigos, e como ela se apresenta como alternativa às plataformas Adobe Flash e Microsoft Silverlight no processo de criação de aplicações corporativas. Case de Sucesso: o evento também apresentará um case de sucesso, onde a empresa LMS Sistemas desenvolveu um pouco tempo uma aplicação de negócios para um empresa do setor de seguros.
A parceria para o lançamento do novo documento de identificação dos jornalistas foi anunciada hoje entre a FENAJ e a empresa GD Burti, um dos principais fornecedores da nova tecnologia para o RIC - Registro de Identidade Civil, e que já foi adotada pela OAB Nacional e Conselho Nacional de Contabilidade, beneficiando mais de mais de 100 mil profissionais de ambas as categorias. Entre os jornalistas, mai de 60 mil profissionais em todo o país serão beneficiados com o novo documento. O novo documento de identificação dos jornalistas está sendo apresentado hoje durante o 17º Encontro Nacional de Jornalistas em Assessoria de Comunicação, que começa hoje em Goiânia, e no Congresso da Cidadania, evento que integra o Certforum etapa Brasília, que teve abertura na noite de ontem e vai até amanhã. Segundo Sergio Murilo, presidente da FENAJ, o lançamento da nova identificação dos Jornalistas marca o início de uma nova era para a categoria, que está unida em torno campanha nacional em Defesa do Diploma. “A partir deste novo documento, além de uma nova identidade, mais atual, teremos maior controle e transparência sobre o processo de emissão de documentos de identificação de nossa categoria. Também teremos maior segurança a partir de um documento dotado de tecnologia imune a fraudes e com maior resistência, além de apresentar à sociedade uma nova fase da vida dos jornalistas, como acontece com as categorias que já adotaram a nova modalidade de identidade profissional”, afirma. Para Márcio Lambert, presidente da GD Burti, a parceria com a FENAJ sinaliza o para o aumento da confiança na nova tecnologia que será utilizada no RIC. “Como aconteceu com a OAB e o CFC, o novo documento de identificação dos jornalistas seguirá o mesmo padrão de qualidade adotada durante as análises técnicas para adequar a tecnologia às necessidades da FENAJ e seus afiliados, de forma que possamos entregar um maior segurança e durabilidade para a nova identidade profissional”, afirma.