Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do Fornecedor
MSI e D-Link promovem campanhas no varejo A MSI, uma das maiores fabricantes mundiais de produtos de informática, anuncia uma campanha promocional para os consumidores finais de todo o Brasil, em parceria com a D-Link, líder mundial no fornecimento de soluções de redes, segurança, armazenamento de dados e vigilância IP. A partir deste mês, o usuário final que adquirir produtos da linha de notebooks e LCD PCs - computadores que integram todas as funções de um desktop na tela widescreen, dispensando o uso de torre - da MSI durante todo o ano de 2010 ganhará, o roteador wireless DI-524/150, da D-Link. A ação terá rotatividade quinzenal, ou seja, a cada período, a MSI escolherá um produto para participar das campanhas. O primeiro equipamento da iniciativa é o notebook ultrafino de 13,4 polegadas X340, cujo preço sugerido é de R$ 1.899,00. “Escolhemos este equipamento para iniciar a campanha devido à sua excelente relação custo-benefício e à ótima receptividade que teve no mercado brasileiro, principalmente pela sua leveza e elegância”, afirma o diretor comercial da MSI Brasil, Marcelo Martins. Fabricado no Brasil, o laptop tem apenas 1,7 cm de espessura e vem equipado com processador Intel Core2 Solo ULV, 2GB de memória RAM, HD de 320GB, WiFi, Bluetooth, entrada HDMI e Windows Vista Home Premium. A parceria é válida em todo o território nacional nas lojas físicas e de comércio eletrônico das redes Fnac, Saraiva, Walmart, Lojas do Baú (grupo Sílvio Santos) e Grupo Varejo Info. De acordo com o gerente comercial da D-Link para o varejo, Wagner Fontenele, a parceria agrega valor ao usuário de informática. “O conceito de mobilidade, que é foco da MSI, e de rede sem fio, segmento no qual a D-Link é mundialmente reconhecida, são complementares, o que torna a aliança estratégica para as duas empresas”, diz Fontenele.
A inovação no desenvolvimento e comercialização da tecnologia de carimbo do tempo deu a empresa catarinense Bry Certificação Digital a segunda colocação na categoria micro e pequena empresa do Prêmio Caspar Erich Stemmer da Inovação em Santa Catarina, promovido pela FAPESC. O diretor presidente. Marcelo Luiz Brocardo, representou a empresa na solenidade que revelou os vencedores da iniciativa, nesta segunda-feira, dia 19. A premiação destacou 16 organizações por suas inovações referências, em cinco categorias: micro e pequena empresa; média e grande empresa; instituição de Ciência, Tecnologia e Inovação; instituição inovadora; e Protagonista da Inovação. A Bry, que atua no desenvolvimento de soluções voltadas para a segurança no uso de documentos eletrônicos, apostou na sua plataforma de carimbo do tempo como inovação referência. A solução, desenvolvida e implementada de forma pioneira no Brasil, permite que seja agregada a uma assinatura digital de um documento eletrônico a data e horário, com segurança e auditoria. Diversos órgãos da Justiça nacional, além de instituições públicas e privadas já fazem uso com sucesso do produto, que envolve hardwares e softwares, em diversas modalidades de comercialização. "O reconhecimento do trabalho realizado e de seus aspectos inovadores nos traz uma grande satisfação. A solução de carimbo do tempo é uma aposta da Bry de anos neste segmento e o seu reconhecimento inovativo já havia se dado no mercado - e agora, neste importante prêmio", destaca Brocardo. Na categoria micro e pequena empresa, em que a Bry foi a segunda colocada, a TalkAndWrite, de Florianópolis, e Metalab, de Joinville, ficaram com o primeiro e terceiro lugares, respectivamente. Mais informações sobre o prêmio podem ser obtidas no site http://www.premiostemmerinovacao.org.br
A VASCO Data Security (www.vasco.com), empresa líder em software de segurança especializado em autenticação, anuncia que o aXsGUARD Gatekeeper, a solução de acesso remoto da empresa que oferece total segurança na conectividade das redes, passa agora a oferecer suporte ao cliente PKI e SSL-VPN. O SSL-VPN (Secure Socket Layer Virtual Private Network) é uma rede em código que usa a Internet para simular um espaço de trabalho privado, a rede interna da empresa. Ela pode ser comparada com um túnel pela Internet, que conecta de forma segura um computador remoto à rede de sua corporação. Trata-se de uma autenticação forte flexível, versátil e fácil de usar, capaz de proteger totalmente a rede de visitantes não autorizados. Já o Public Key Infrastructure (PKI) é um conjunto composto por hardware, software, políticas e procedimentos necessários para criar, administrar, armazenar, distribuir e revogar certificados digitais. Graças ao suporte ao cliente SSL VPN do aXsGUARD Gatekeeper os usuários de PCs podem se conectar às redes privadas (VPN) a qualquer tempo e de qualquer lugar. O cliente SSL-VPN é instalado no PC do usuário final e solicita um certificado e uma senha de acesso, sendo que a entrada na rede é mais segura com a combinação do certificado com uma senha de acesso único (One-Time Password - OTP), substituindo o emprego das inseguras chaves estáticas. Essa nova oferta de suporte PKI do aXsGUARD Gatekeeper entrega um nível extra de segurança para o logon no Windows. “As pequenas e médias empresas procuram por soluções de conectividade para suas redes que sejam de fácil implementação e que tenham um custo muito competitivo. O aXsGUARD Gatekeeper fornece uma resposta a essas necessidades específicas e agora também torna acessível a tecnologia PKI às empresas menores, entregando a elas segurança não só no acesso ao ambiente Windows como também nas transações e nas assinaturas de documentos”, resume Jan Valcke, presidente e chief operational officer (COO) da VASCO.
Um dos destaques da programação da primeira edição do “Congresso SOFTEX de Alianças Empresariais – CONATI”, encontro que será realizado nos dias 5 e 6 de maio, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, é o painel que detalha três casos de sucesso envolvendo iniciativas associativas no setor de TI, entre elas a do consórcio de exportação de software Actminds, de Campinas. O Consórcio Actminds (www.actminds.com), que reúne 31 empresas e é apoiado pela SOFTEX e pela Apex-Brasil, foi fundado pelo Grupo de Exportação do Núcleo SOFTEX Campinas com o objetivo de unificar, com mais foco e força, as ações de exportação empreendidas isoladamente. “Não nos faltaram problemas: o tamanho das empresas, a obtenção de recursos para a realização das atividades no exterior, a escolha dos mercados-alvo, a oferta de produtos e, principalmente, a dificuldade de algumas companhias em não enxergar as outras empresas como parceiras, mas sim como concorrentes”, relembra Fábio Pagani, coordenador do Actminds. Para apoiar o processo decisório, sempre pautado na união e no trabalho em conjunto, foi implementado um modelo de trabalho batizado de “alta coesão, baixo acoplamento” e criada uma marca única. A organização necessária e o trabalho demandado para executar esta visão foram exaustivos e, muitas vezes, de difícil convergência. Ele envolveu, para citar apenas alguns exemplos, três planos estratégicos e 300 reuniões de trabalho, além de um estatuto bastante elaborado, com regras para a solução de conflitos, entrada e saída de empresas no Grupo, divisão de negócios, recursos, despesas e responsabilidades. No ano passado, apesar a crise financeira mundial, o Actminds registrou um aumento de 24,84% em seu faturamento, que superou R$ 279,9 milhões. Para este ano, o consórcio projeta um crescimento de aproximadamente 38% no volume de negócios, que tem entre os seus principais mercados-alvo os Estados Unidos e a região do Caribe e da América Central. “O nosso sucesso comprova que o modelo de consórcios regionais não só pode como deve ser replicado para outras regiões do país. É importante para o sucesso de nossa indústria estimularmos o surgimento de iniciativas similares”, reforça Fábio Pagani. Inscrições e informações adicionais sobre o “I Congresso SOFTEX de Alianças Empresariais – CONATI” no endereço www.conati.softex.br.
Soluções para implementação de projetos e case no Acre serão apresentados durante o evento As cidades digitais são iniciativas dos municípios para prover infra-estrutura de comunicação tanto para os governos locais como para os cidadãos. O ponto de partida para a construção de uma cidade digital é a conexão à Internet em banda larga, que o governo federal promete que chegará aos 5.564 municípios do País até 2010. Aproveitando a discussão do Plano Nacional de Banda Larga em Brasília, a RED Network, especializada em soluções de networking, em parceria com os fabricantes Parks e GoNet Systems, promove no dia 4 de maio, o evento Cidades Digitais, que abordará soluções e cases de sucesso relacionados ao tema. A RED Network apresentará o projeto Floresta Digital, do Governo estadual do Acre, que pretende ampliar a inclusão digital do Estado, ao criar uma rede corporativa para as instituições governamentais e uma infraestrutura de acesso público em banda larga para a população, ambas com tecnologia sem fio. Durante o evento, o executivo de vendas da Parks, José Antonio Soares, demonstrará as tecnologias desenvolvidas para projetos de cidades digitais da linha NetAir como: ponto-a- ponto e WiMAX ponto-multiponto, nas freqüências de 5,8GHz e 3,5GHz, além das soluções para acesso 3G. O executivo ainda abordará a estrutura necessária para a implementação e os benefícios de se tornar uma cidade digital. Já o diretor de vendas para América Latina e Caribe da GoNet Systems, Ronen Dolev, abordará a tecnologia beam forming de antenas inteligentes de suas soluções para cidades digitais utilizadas no projeto Floresta Digital, que proporciona maior alcance e melhora a taxa de transferência efetiva do sistema. O evento acontece na sede da RED Network em São Paulo. CIDADES DIGITAIS Data: 4 de maio Horário: das 9 às 13 horas Local: Av. Brig. Faria Lima, 1685 – 1º andar – conj. 1D – Pinheiros – São Paulo - SP Inscrições Gratuitas:(11) 5049-6111 - marketing@rednetwork.com.br

Login