Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do FornecedorAtualidadesCLM quer mais que dobrar o market share da SentinelOne na AL

CLM quer mais que dobrar o market share da SentinelOne na AL

Publicado em Atualidades
11 Maio 2022

Estratégia de preços, longos prazos de subscrição e versão premium já nos planos básicos devem impulsionar a inclusão da IA, inclusive comportamental, nas camadas de serviços (MSPs) das revendas

Para apoiar seus canais e disponibilizar ferramentas efetivas de prevenção a ataques cibernéticos, a CLM, distribuidora latino-americana de valor agregado especializada em infraestrutura de data centers, cibersegurança e nuvem, trabalha para ampliar a adoção do SentinelOne, em toda a América Latina tornar mais acessíveis os recursos avançados da solução, como análise comportamental baseada em inteligência artificial, para o setor corporativo.  A estratégia visa dobrar o market share da empresa, na região.

O diretor internacional e de produtos da CLM, Gabriel Camargo, explica que a CLM quer que a SentinelOne figure entre os cinco maiores players de cibersegurança. “Atributos não faltam às soluções. Em 01 de abril, o relatório do MITRE indicou a testou o Singularity XDR, avaliando tanto a detecção quanto a proteção, e indicou a SentinelOne como líder, entre os 30 fornecedores testados”, conta Camargo.

Além disso, os recursos contra ameaças a endpoints (EDR - Endpoint Detection and Response) estão disponíveis em todas as versões do Singularity EDR, inclusive no pacote básico. O gerente de produtos da CLM e engenheiro, Alisson Santos, explica que em soluções de concorrentes, estas ferramentas só são incluídas nos planos premium.

Muitas empresas, como consequência da guerra, estão reavaliando suas soluções de segurança e a estratégia da CLM para substituir essas soluções, fora as qualidades excepcionais dos produtos SentinelOne, inclui preços bastante agressivos e parcelamento das anuidades.

Além da remediação, que atua de forma profilática e é autônoma, inteligente, com análise comportamental baseada em IA, o que permite entender o comportamento e depois classificar o que é malicioso e o que não é.

“O SentinelOne usa IA para detectar de forma aprimorada os ataques a uma rede e responder a eles de forma autônoma, o que é imprescindível para fazer frente às ameaças cada vez mais inteligentes: coleta e correlaciona inteligentemente os dados nas várias camadas de segurança, detectando ameaças em tempo real, melhorando a resposta da equipe de investigação e mitigação”, conclui Gabriel Camargo.

O executivo explica que a iniciativa é um diferencial importante para os canais que incluem serviços em suas ofertas, no modelo de negócios MSP – Manager Service Provider.

Entre para postar comentários