Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do FornecedorAtualidadesEmpresa promove missão no Alto Xingu e realiza centenas de exames laboratoriais remotos

Empresa promove missão no Alto Xingu e realiza centenas de exames laboratoriais remotos

Publicado em Atualidades
09 Setembro 2021

Ações com a população indígena acontece desde 2020 e ajuda na identificação de doenças e levando saúde para esta população

A Hilab, em uma ação conjunta com a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) e o Ministério da Defesa, está realizando exames laboratoriais nas terras indígenas do Alto Xingu, em Mato Grosso (MT). A missão teve duração de 14 dias e foi promovida no complexo Polo Leonardo Villas Boas e contou a participação de uma equipe multidisciplinar de médicos para levar cuidados com a saúde e prestar atendimento à população indígena.

Foram realizados exames laboratoriais para Perfil Lipídico, Função Renal, Hemoglobina Glicada, Glicemia, Covid-19 Antígeno, Covid-19 IgG e IgM, Sífilis, HIV, Hepatite B (imunidade), Hepatite C, Beta hCG, Zika IgG/IgM e Dengue IgG/IgM e Dengue Ns1. Ao todo, foram feitos mais de 900 exames em diferentes povos. A Hilab vem conduzindo missões desde 2020 e esta foi uma das maiores ações realizadas até o momento em aldeias indígenas

"Montar o nosso sistema de exames em lugares remotos, onde o acesso à saúde é difícil foi muito importante. Conseguimos superar os desafios e no final do dia alcançamos todos os resultados desejados em nossos laudos. O aprendizado que levo desta missão é que dificuldades podem e devem ser encaradas como combustível para sonhos e realizações", explica Lucas Barros, líder de desenvolvimento operacional.

Ao chegar nas aldeias, uma triagem era feita para entender o comportamento dos moradores em relação à saúde básica dos mesmos, que tipos de ações essas pessoas adotavam e se já tinham realizado algum exame. Após essa primeira etapa, os casos eram analisados e seguiam para um atendimento médico mais específico, receitando o uso de medicamentos e realizando os exames necessários.

Em uma dessas triagens, uma paciente relatou perda de visão nos últimos 10 anos. Ao realizar o exame da Hilab, foi diagnosticada com Sífilis Terciária. Com essas informações, a médica responsável pelo caso conseguiu iniciar o tratamento da doença rapidamente. Caso o tratamento evolua bem, ela poderá recuperar a visão de um dos olhos. Além da paciente, foram testados marido e filhos para uma melhor investigação do caso.

"Durante toda a missão foi uma mistura enorme de sentimentos. Ao mesmo tempo que vivenciamos uma cultura tão rica com tantas histórias, vimos o quanto as pessoas precisavam da nossa ajuda e que eles estavam felizes por estarmos lá. Realizar essas ações mostra que o acesso a lugares distantes é sim possível", afirma Alyne Eugênia de Souza, pesquisadora em biologia humana da Hilab.

Outro exemplo em que a tecnologia foi responsável por um diagnóstico rápido e preciso foi de avaliação da função renal de uma criança de 3 anos que estava há 2 dias sem urinar, resultando na remoção do paciente, sendo conduzido rapidamente via aeronave para o hospital mais próximo da região para iniciar tratamento.

"A identificação de doenças que realizamos por meio dos nossos exames mostra o devido valor da tecnologia para a saúde e demonstra como a solução criada na Hilab é preparada para realizar exames em qualquer lugar. Levando exames de qualidade para todas as pessoas e democratizando o acesso à saúde", explica Marcus Figueredo, CEO da Hilab.

 

Entre para postar comentários