Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do FornecedorAtualidadesSete cidades do ABC Paulista recebem apoio da Coalização ABC Digital para a retomada da economia na região

Sete cidades do ABC Paulista recebem apoio da Coalização ABC Digital para a retomada da economia na região

Publicado em Atualidades
26 Maio 2020

Iniciativa mobiliza agentes econômicos, públicos e de fomento bem como instituições de ensino e de capacitação profissional que contribuam com projetos digitais visando a recuperação da economia

Os sete municípios da região do ABC Paulista serão apoiados pela Coalização ABC Digital – CABCD para viabilizar o desenvolvimento de projetos digitais essenciais para a recuperação da economia pós pandemia. Criada em julho/2019 por um grupo de 13 entidades lideradas pelo Instituto MicroPower, é a primeira iniciativa tem como finalidade apoiar a implementação acelerada de projetos que alinhados às 100 ações estratégicas da E-Digital: Estratégia Brasileira para Transformação Digital, decreto 9319/2018.  A previsão da E-Digital é de adicionar US$ 115 bilhões ao PIB brasileiro até 2023. Deste montante, o valor potencial que pode ser adicionado ao PIB do Estado de São Paulo é de US$ 35 bilhões e na Região do ABC é de US$ 1,5 bilhão.

Para discutir como a E-Digital poderá viabilizar a recuperação da economia, a CABCD realizará uma live hoje (26/05) as 14h30 via plataforma Zoom – ID: 836 4936 0228 / Senha: 061078. 

Segundo Francisco Antonio Soeltl, curador da Coalizão e CEO da MicroPower Global, o Propósito da CABCD é fomentar projetos que contribuam com a operacionalização da E-Digital nos sete Municípios da Região do ABC: Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. “Está no planejamento da CABCD, que sua experiência possa ser replicada para as principais regiões do Estado de São Paulo e do país como forma de agilizar a implementação de projetos digitais que serão vitais para o desenvolvimento econômico pós pandemia”, destaca o executivo.

Atualmente compõem a CABCD 30 entidades, sendo: três universidades do ABC: FEI, IMT – Mauá e UFABC, entidades das áreas de RH e de tecnologia, bem como empresas consolidadas e startups. Conta também com o apoio dos Ministérios da Economia, Cidades, MCTIC e da Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia do Governo do Estado de São Paulo.

“Acreditamos que sem a participação das entidades e profissionais de RH, o Propósito da CABCD fica mais difícil de ser executado e alcançado. Nesse sentido, apostamos na realização de Webinars Pessoa 5.0 para disseminarmos e tratarmos do papel do novo RH 5.0, como protagonista da Transformação Digital”, afirma Ary Silveira Bueno, um dos curadores, fundador da ASPR Auditoria, Consultoria e Contabilidade e COO da Ew2health – Sinque, startup holandesa.

Pesquisa “Mapeamento de Demandas de Profissionais de TIC”

Objetivando atender as demandas nas profissões atuais e emergentes dos agentes econômicos e públicos, a CABCD está realizando pesquisa para mapear demandas por especialidades e as ofertas para a capacitação da Força de Trabalho Digital, para atender a Transformação Digital e contribuir com a operacionalização do Eixo Habilitador: Educação e Capacitação Profissional, da E-Digital.

“Desenvolvemos esta Pesquisa, que estamos aplicando em prol da Região do ABC, mas também de São Paulo e do Brasil”, afirma Roberto Ribeiro da Cruz, fundador e Presidente do Conselho Administrativo da Pixeon Soluções Hospitalares, também curador da CABCD. “Usaremos os resultados para trabalharmos a capacitação de jovens em TIC, em especial os mais carentes e para ajudarmos na Transformação Digital das Pessoas 5.0, para atender as demandas da Indústria 4.0 e atender o novo Consumidor 5.0”, finaliza Ribeiro da Cruz.

A multinacional QLIK, com Eduardo Kfouri, suas soluções e especialistas, estão contribuindo nas análises e recortes da Pesquisa, com previsão de divulgação dos resultados até 29/05/2020.

Entre para postar comentários