Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do FornecedorAtualidadesAvantia lança plataforma de reconhecimento de violência urbana

Avantia lança plataforma de reconhecimento de violência urbana

Publicado em Atualidades
04 Julho 2019

Tecnologia utiliza sensores de áudio e vídeo para monitorar ambientes e detectar eventos

A Avantia, empresa nacional especializada em soluções integradas de Tecnologia e Engenharia, lança a Plataforma de Reconhecimento de Violência Urbana, que funciona como um conjunto de soluções de monitoramento na utilização de recursos de inteligência artificial. Sensores de áudio e câmeras de vigilância são instalados nos locais que se deseja monitorar e passam a detectar ruídos fora da normalidade que indiquem situações de risco. Os sensores detectam com precisão a origem do evento sonoro e direcionam as câmeras de vídeo para aquele ponto exato, permitindo a gravação da cena.

“Além de analíticos de detecção de violência urbana, a plataforma conta ainda com um sistema de detecção de armas. É um conjunto de soluções que agregarão muito nas estratégias de prevenção, proteção, controle e combate ao crime”, afirma Sílvio Aragão, CEO da Avantia.

A Plataforma pode funcionar de forma integrada às redes de câmeras de segurança que já existem, bem como demais recursos legados. Ao detectar um disparo de arma de fogo, o sistema alerta o operador e direciona a câmera para o ponto de origem do evento. Com isto, a rede de câmeras de monitoramento torna-se muito mais efetiva, protegendo a população e permitindo um menor tempo de resposta das autoridades (polícia, resgate, equipes de campo etc.) que atendem a ocorrência com maiores informações sobre o fato.

Avantia Monitoring System (AMS) 

A Avantia possui uma Central de Gestão e Operação (CGO) que realiza o monitoramento de alarmes via operadores treinados e especializados em detecção de invasões e processos de demanda consistentes. Com isso, o cliente não precisa ter recursos próprios para monitoramento.

Com o Avantia Video Analytics (AVA), um servidor baseado em algoritmos treinados, aumentando o percentual de eficácia do monitoramento, visualiza as câmeras como se fosse uma pessoa, atendendo a configurações de detecção.

“Criamos uma solução de vigilância baseada em análise que reduz drasticamente o custo da operação. Queremos que ferramentas de segurança não fiquem acessíveis somente para grandes companhias ou para o poder público, mas também para pequenas e médias empresas”, revela Aragão.

 

Entre para postar comentários