Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do FornecedorAtualidadesQuem mais vai ao cinema é aquele que mais consome serviços de streaming

Quem mais vai ao cinema é aquele que mais consome serviços de streaming

Publicado em Atualidades
17 Fevereiro 2019

Entrevistados pela consultoria YE que visitaram uma sala de cinema nove vezes ou mais no ano foram aqueles que consumiram mais conteúdo de streaming do que os consumidores que foram ao cinema apenas uma ou duas vezes

Uma pesquisa encomendada à consultoria EY pela NATO (National Association of Theater Owners) dos Estados Unidos revelou que serviços de streaming não afetam negativamente a frequência das salas de cinema. Pelo contrário, pode até contribuir para aumentar o número de vezes que este usuário online sai de casa para ver seus filmes na telona.

O estudo descobriu que os entrevistados que visitaram uma sala de cinema nove vezes ou mais nos últimos 12 meses foram aqueles que consumiram mais conteúdo de streaming do que os consumidores que visitaram uma sala de cinema apenas uma ou duas vezes no ano passado. 

Aqueles que assistiram a nove ou mais filmes no cinema tiveram em média 11 horas de streaming semanal, em comparação com as sete horas de streaming relatadas em média por aqueles que viram de um a dois filmes nos multiplexes, os complexos de cinema com várias telas em um único local, geralmente são alojados em um edifício especialmente projetado para esta finalidade ou que leva em conta este fim.

Foram entrevistados 2.500 pessoas em novembro do ano passado e 80% deles viram pelo menos um filme nos cinemas no período de 12 meses. Os que foram apenas uma ou duas vezes passam sete horas e quase metade das que não foi ao cinema também não viu conteúdos "online".

"A mensagem aqui é que não existe uma guerra entre o 'streaming' e as salas. As pessoas que adoram conteúdos estão a vê-los nas plataformas e todas as plataformas estão no pensamento dos consumidores", concluiu Phil Contrino, administrador para os media e estudos na NATO.

Os entrevistados entre as idades de 13 a 17 anos viram a uma média de 7,3 filmes e consumiram 9,2 horas de conteúdo streaming, o mais alto entre as faixas etárias. Entre os consumidores entre 18 a 37 anos a média foi de seis visitas ao cinema no ano passado e assistiram 8,6 horas de conteúdo por semana.

Para baixar a pesquisa, clique AQUEntrevistados pela consultoria YE que visitaram uma sala de cinema nove vezes ou mais no ano foram aqueles que consumiram mais conteúdo de streaming do que os consumidores que foram ao cinema apenas uma ou duas vezes

Uma pesquisa encomendada à consultoria EY pela NATO (National Association of Theater Owners) dos Estados Unidos revelou que serviços de streaming não afetam negativamente a frequência das salas de cinema. Pelo contrário, pode até contribuir para aumentar o número de vezes que este usuário online sai de casa para ver seus filmes na telona.

O estudo descobriu que os entrevistados que visitaram uma sala de cinema nove vezes ou mais nos últimos 12 meses foram aqueles que consumiram mais conteúdo de streaming do que os consumidores que visitaram uma sala de cinema apenas uma ou duas vezes no ano passado.

Aqueles que assistiram a nove ou mais filmes no cinema tiveram em média 11 horas de streaming semanal, em comparação com as sete horas de streaming relatadas em média por aqueles que viram de um a dois filmes nos multiplexes, os complexos de cinema com várias telas em um único local, geralmente são alojados em um edifício especialmente projetado para esta finalidade ou que leva em conta este fim.

Foram entrevistados 2.500 pessoas em novembro do ano passado e 80% deles viram pelo menos um filme nos cinemas no período de 12 meses. Os que foram apenas uma ou duas vezes passam sete horas e quase metade das que não foi ao cinema também não viu conteúdos "online".

"A mensagem aqui é que não existe uma guerra entre o 'streaming' e as salas. As pessoas que adoram conteúdos estão a vê-los nas plataformas e todas as plataformas estão no pensamento dos consumidores", concluiu Phil Contrino, administrador para os media e estudos na NATO.

Os entrevistados entre as idades de 13 a 17 anos viram a uma média de 7,3 filmes e consumiram 9,2 horas de conteúdo streaming, o mais alto entre as faixas etárias. Entre os consumidores entre 18 a 37 anos a média foi de seis visitas ao cinema no ano passado e assistiram 8,6 horas de conteúdo por semana.

Para baixar a pesquisa, clique AQUI

Entre para postar comentários