Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do FornecedorAtualidadesMOGAI recebe investimento Série A

MOGAI recebe investimento Série A

Publicado em Atualidades
13 Dezembro 2018

Aporte será destinado para a comercialização dos produtos para indústrias de transformação, mineração, logística e agronegócios. Com o recurso, a empresa tornou-se uma sociedade anônima

A MOGAI, uma companhia que desenvolve tecnologia nas áreas de visão computacional e software para logística na indústria e agronegócio, acaba de receber um aporte Série A do Fundo de Investimento e Participações Primatec. Com o recurso, a empresa tornou-se uma sociedade anônima.

O valor investido será destinado para a comercialização PhoTopography, que calcula o volume de minério ou quaisquer granulados empilhados ou armazenados, e da Maquete Logística, software para automatizar processos logísticos em empresas de médio e grande portes. Além disto, o fundo identificou na MOGAI o potencial de geração de novos produtos e negócios, e uma parte do investimento está sendo aplicado no software Olho do Dono, que usa modernas tecnologias de visão computacional com inteligência artificial e estatística para estimar o peso do boi vivo, caminhando no pasto, a partir da tecnologia 3D desenvolvida pela startup.

"O PhoTopography já está sendo comercializado e também usamos parte do valor investido para lançar o Olho do Dono em outubro desde ano. Agora, o foco será na comercialização de nossos produtos, e no desenvolvimento de novas a partir de demandas do mercado. Todo o lucro será reinvestido no aprimoramento das nossas tecnologias e acesso a novos mercados", comenta Franco Machado, fundador da MOGAI.

Ainda de acordo com o empresário, a empresa foi criada dentro da disciplina de empreendedorismo do curso de Ciência da Computação da UFES, em 1997, para atender as grandes indústrias, com o intuito de solucionar problemas na logística de empresas como Vale, ArcelorMittal, Fibria, entre outras. As tecnologias que a empresa desenvolve são tão inovadoras que foi selecionada para programas de internacionalização na Inglaterra e Estados Unidos.

Por ter uma tecnologia versátil e capaz de resolver problemas em diversos setores, o Fundo Primatec se interessou pela empresa. As negociações começaram há, aproximadamente, um ano, período em que a MOGAI passou por análises do potencial da empresa e do mercado atendido por ela.

"Estamos muito satisfeitos com esse investimento na MOGAI, uma empresa nacional com tecnologia de ponta, capaz de ser atrativa em cenário mundial. A empresa traz soluções inteligentes para setores fundamentais da indústria e do agrobusiness, que precisam da tecnologia para ganhar competitividade", diz Marcelo Almeida, Consultor Operacional do Fundo Primatec.

O fundo, que investe prioritariamente nos setores de Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs), Energia, Sustentabilidade e Economia Criativa, conta com o apoio de profissionais de alta qualidade para ajudar na aceleração de empresas com potencial de mercado.

"Nós passamos por um árduo processo de amadurecimento e treinamento de pitch para poder abordar os investidores. Em 2014 participamos do programa InovAtiva Brasil, que foi decisivo para que a MOGAI ganhasse maturidade. Dentro dele, tivemos mentores nos instruindo para melhorar nosso projeto e discurso. O InovAtiva teve papel bastante decisivo e importante para conseguirmos esse resultado", conta Machado.

Atualmente, a MOGAI tem sede no Espirito Santo, mas atende empresas do mundo inteiro, inclusive um grande projeto na África. Na área de topografia, a empresa atualmente conta com uma carteira de clientes em áreas como mineração, cimento, siderurgia, fertilizantes, química e ferrovias, e uma grande quantidade de indústrias está avaliando a tecnologia inovadora, que promete resultados e flexibilidade sem precedentes neste mercado.

Entre para postar comentários