Imprimir esta página

Relatório da 5G Americas Revela Potencial de URLLC

Publicado em Atualidades
08 Novembro 2018

Comunicações 5G de Baixa Latência Ultraconfiáveis (URLLC) Digitalizam Setores e Apresentam Novos Casos de Uso

A tecnologia 5G deve viabilizar novos serviços e aplicativos que exigem menos latência, mais confiabilidade, densidade massiva de conexões e maior eficiência energética, contribuindo para a velocidade, interconexão e eficiência de nossas vidas e indústrias conectadas. O desenvolvimento da arquitetura das redes 5 inclui suporte para os serviços URLLC (Comunicações de Baixa Latência Ultraconfiáveis - Ultra-Reliable Low-Latency Communication). A URLLC suportará vários serviços avançados para dispositivos conectados com alta sensibilidade à latência, viabilizando aplicações como a automação industrial, carros autônomos, a Internet industrial e as redes inteligentes.

 A 5G Americas, a associação setorial e a voz da 5G e LTE para as Américas, hoje anunciou a divulgação do relatório Novos Serviços e Aplicações Com Comunicações 5G de Baixa Latência Ultraconfiáveis, apresentando os princípios de implementação da URLLC, explicando a necessidade de desenvolver uma nova abordagem e destacando as principais necessidades dos serviços URLLC, especificamente seus desafios e soluções técnicos.

 “Com tantos novos serviços 5G, o contexto de comunicações passa a incluir veículos, trens de alta velocidade, drones e robôs industriais, onde o agente de todas essas mudanças é a URLLC. Nesse contexto, o desempenho e a confiabilidade das comunicações serão fatores críticos para as aplicações de missão crítica”, disse Chris Pearson, Presidente da 5G Americas. “A baixa latência é um fator importante para comunicações dessa complexidade, e a URLLC será uma tecnologia chave nessa nova era de conectividade”.

 O relatório da 5G Americas também descreve casos de uso futuro da URLLC em áreas como o transporte inteligente, automação industrial e cirurgias remotas, e apresenta os requisitos de latência e confiabilidade dessas aplicações. O relatório também identifica possíveis gargalos de latência das atuais redes celulares e as futuras redes 5G, analisando as fases de implementação necessárias para reduzir a latência em toda a rede e suportar aplicações de missão crítica. Além disso, Novos Serviços e Aplicações Com Comunicações 5G de Baixa Latência Ultraconfiáveis apresenta um resumo da avaliação realizada para medir o desempenho dos projetos básicos e a implementação da camada física da 5G, as múltiplas camadas de acesso e os blocos de interface do ar, que serão essenciais na redução de latência e para obter a confiabilidade desejada. O relatório também avalia outras medidas que podem ser tomadas para minimizar a latência, como a Computação Distribuída Multiacesso (Multi-Access Edge Computing - MEC). 

“Inicialmente, a versão comercial da 5G deve ser implementada principalmente para aprimorar a banda larga móvel, no entanto, o futuro da 5G deve incluir características como a ultra confiabilidade e/ou a baixa latência. Vivemos numa época onde o setor móvel e o setor vertical estão passando por uma transformação rápida, especialmente em capacidades críticas de comunicação”, explicou Rao Yallapragada, Diretor de Tecnologias Avançadas, Intel, e um dos líderes da equipe da 5G Americas que desenvolveu o relatório sobre a URLLC. “A URLLC deve abrir o caminho para muitas aplicações inovadoras, digitalizando muito verticais que tocam em todos os aspectos da vida humana”. 

O relatório Novos Serviços e Aplicações Com Comunicações 5G de Baixa Latência Ultraconfiáveis foi produzido pelos membros da 5G Americas e pode ser baixado gratuitamente a partir do site da 5G Americas. O grupo que desenvolveu o relatório foi liderado por Rao Yallapragada, da Intel, e Jing Jiang, da Qualcomm, com o apoio do Conselho da 5G Americas, que participou no desenvolvimento deste relatório.

Para baixar o relatório clique AQUI

Entre para postar comentários