Você está aqui: HomeFornecedor de TINotícias do FornecedorAtualidadesGrupo Santa Amália adota ERP da SAP

Grupo Santa Amália adota ERP da SAP

Publicado em Atualidades
09 Agosto 2017

Primeira fase entrou em operação em janeiro de 2016. Planejamento da migração para o SAP 4/HANA está em andamento

O grupo Santa Amália, um dos maiores fabricantes de alimentos do País implementação do sistema de gestão SAP, que entrou em operação no início de 2016 e, este ano, entra na fase de preparação para migrar para o SAP 4/HANA. A T-Systems cudou do projeto de implantação.

A Santa Amália foi fundada em 1954 na cidade de Machado (MG), começando suas atividades com uma produção de 100 quilos de massa por dia, em uma única máquina. Mais de 60 anos depois, a companhia produz mais de 260 produtos comercializados em todo o Brasil e exportados para vários países.

No início de 2013, a companhia foi adquirida pelo grupo peruano Alicorp, empresa líder em bens de consumo na região Andina e com operações na Argentina, Equador, Chile, Brasil e Peru. Em seu país de origem, o grupo conta com 16 plantas de produção, exportando para mais de 23 países.

Uma das primeiras demandas trazidas pela aquisição foi a adoção de um sistema de gestão que integrasse as operações internacionais da empresa e pudesse se comunicar com a sede do grupo. O gerente de TI da Alicorp no Brasil, José Henrique Cordeiro de Oliveira, lembra que na época a Santa Amália utilizava dois sistemas – Datasul e Cobol – que não eram integrados entre si.

“Já havia uma diretriz para a implementação do SAP, utilizado no restante do grupo. Então, no início de 2014 começamos o processo de escolha da empresa que assumiria a implementação”, lembra. Como parte do projeto, também em 2014 a Santa Amália terceirizou a equipe responsável pelos sistemas antigos, deixando toda a equipe de TI disponível para a implementação do novo sistema de gestão.

Após um longo processo de escolha, no final daquele ano a Santa Amália assinava o contrato com a T-Systems Brasil. “Um dos fatores primordiais para a escolha foi o modo objetivo como o projeto foi apresentado”, diz Oliveira. O executivo lembra que a implementação ocorreu ao longo de 2015, com go-live em 1º de janeiro de 2016.

“Ao todo, o projeto envolveu quase 100 pessoas do Brasil e do Peru e a T-Systems teve um papel fundamental neste processo”, diz. Oliveira destaca a integração do time de profissionais e as metas bem definidas para as entregas, todas elas cumpridas nos prazos acordados. Além disso, lembra, os gerentes de projeto atuaram de forma segura, mantendo o ambiente do projeto estável e harmonioso.

Benefícios

O novo sistema entrou em operação em janeiro de 2016, resultado de um projeto que envolveu cinco times, usuários chave no Brasil e no Peru e a T-Systems Brasil. Para que tudo desse certo, toda a infraestrutura de salas e tecnologias necessárias foi montada antecipadamente. “Tivemos um change management contratado somente para o projeto com dedicação full time, total sinergia e disponibilidade entre os times de usuários chaves Brasil e Peru”, comenta.

Com o projeto, o sistema de gestão SAP foi integrado a mais de 20 sistemas legados, garantindo maior acuracidade nas informações fornecidas às áreas de negócios. Ele também foi integrado ao BI da QlikView, ampliando ainda mais a visualização das informações. “Com isso passamos a contar com informações seguras na apuração de resultados e com mais visibilidade dos processos de negócios”, ressalta Oliveira, destacando ainda ganhos como a segurança no fornecimento de informações corporativas e maior agilidade no processo de fechamento contábil.

Com estes resultados, o grupo Alicorp já iniciou o trabalho para a migração do sistema para o SAP 4/HANA, que deve ser iniciada ainda este ano e deve atingir todos os países da América do Sul nos próximos três anos. No Brasil, a T-Systems será a responsável pelo projeto.

“Tenho certeza que, para brasileiros e peruanos, foi uma experiência profissional e pessoal muito interessante, pois não integramos apenas processos de negócios e sistemas, integramos também ”pessoas” com um objetivo comum”, conclui.

Entre para postar comentários

Login