Você está aqui: HomeEquipe IT PortalPing-PongResultados objetivos com o acesso aos dados ainda é privilégio das grandes

Resultados objetivos com o acesso aos dados ainda é privilégio das grandes

Em tempos de big data e debates calorosos sobre privacidade, poucos são os profissionais que tiveram a oportunidade de ver nascer a Internet no Brasil e acompanhar a sua evolução do lado quem faz as coisas acontecerem. Laércio Ribeiro é hoje diretor de Tecnologia e Operações da LexisNexis, empresa que fornece ferramentas e conteúdo para Advogados e áreas do Direito, um segmento que produz grandes volumes de informações e tem na Internet uma grande aliada para a conectividade.

Laércio Ribeiro é um dos pioneiros da Internet no Brasil, tendo participado da turma que criou e implantou o ZipMail em 1999 e também do início comércio online no Brasil (Microsite/Fera.com, em 2000). Tem formação em Ciências Econômicas, mas migrou para a TI há quase 30 anos. Recentemente participou da implantação da iON TV, um serviço de TV por assinatura oferecido por um grupo de ISPs (Provedores de Internet) e também – anteriormente – da NossaTV, operação de TV paga DTH.

Atuando na área de Conteúdo para Advogados, o assunto “dados dos usuários” está sempre presente no seu dia-a-dia e, para ele, o fenômeno da integração das redes e das operações proporcionado pela Internet está gerando ao longo dos anos um grande volume de dados sobre os indivíduos, possibilitando um mapeamento de perfis pessoais - de preferências ideológicas, consumo, envolvimento com movimentos de sociedade organizada entre outras coisas. “Mas, por enquanto, os resultados objetivos têm sido privilégio de grandes empresas, com pesados investimentos, como Google, Facebook, pois o trabalho de desenvolvimento em inteligência artificial (via processamento de linguagem natural por computadores, machine learning, redes neurais convolucionais) exige muito dinheiro e tempo”, comenta ele.

Nosso Ping Pong com Laércio Ribeiro mostra a visão de quem tem participado da evolução da Internet no Brasil e como ela centraliza os esforços das empresas rumo à conectividade das pessoas e das empresas. É quase impossível imaginar a economia em funcionamento sem Internet.

IT Portal – Como a LexisNexis acompanha esta evolução da Internet e dos grandes volumes de dados?

Laércio Ribeiro -  A LexisNexis, que é parte do grupo Reed Elsevier, com mais de 10 mil colaboradores ao redor do mundo, é pioneira em oferecer informações jurídicas e de negócios online, e hoje é líder global em soluções de conteúdos e tecnologia para esse mercado. Para acompanhar todo o ciclo de vida de um processo judicial, por exemplo, os advogados necessitam ter acesso aos tribunais, aos processos, decisões, apelações. No seu dia-a-dia os profissionais da área necessitam ter às mãos ferramentas práticas e altamente eficientes. Assim, a nossa empresa tem investido muito na melhoria da sua linha de produtos. No Brasil, uma das suas soluções, o Lexis 360, oferece conteúdo prático (notas práticas, modelos, checklists etc.) para advogados consultivos da área de Fusões e Aquisições. A LexisNexis BIS é uma outra unidade da empresa no país que oferece ferramentas para auxílio a processos de Due Diligence.

Desenvolver soluções que geram e lidam com grandes volumes de dados é o seu core. Desta maneira, estamos muito atentos a esta evolução dos dados e as regras que tratam do modo como eles devem ser trabalhados.

IT Portal – Esta é uma área que depende de mão de obra qualificada, como tantas outras. Como você vê a alegada falta de mão de obra no Brasil? Ela existe mesmo?

Laércio Ribeiro -  Tenho visto esse sintoma no mercado nacional, mas tenho uma "versão" um pouco diferente a respeito da "falta de profissionais capacitados". O que tenho visto é que os profissionais capacitados existem em bom número - e são muito bons. Muitos jovens brasileiros - para além do mau uso das redes sociais - têm aproveitado de maneira muito eficiente e eficaz a disponibilidade de dados e informações que a Internet proporcionou. De maneira muito rápida e produtiva, eles têm aprendido e estão capacitados a aplicar seus conhecimentos em produtos e soluções úteis e criativa para várias áreas do mercado nacional.

Daqui em diante usarei aspas para destacar alguns termos que, na minha opinião, valem uma reflexão profunda de gestores e empresários. Tenho percebido uma mudança - como se conheceu até alguns anos atrás – da "disposição" em se empolgar com uma "oferta de emprego”. Mais de uma vez já vi excelentes profissionais recusarem uma "proposta de bom salário em uma multinacional", com um bom "plano de benefícios" e "estabilidade" para lançarem-se como co-empreendedores em iniciativas menores em startups. Para falar apenas do mercado legal, segundo estimativas da AB2L (Associação Brasileira de Lawtechs & Legaltechs), o número de startups de tecnologia para esse nicho deve ser superior a 100 para o ano de 2018 - com excelentes profissionais trabalhando com as mais avançadas tecnologias.

Hoje, o profissional se sensibiliza mais com uma oportunidade de um ambiente profissional onde ele consiga contribuir mais ativamente para o processo de inovação, compartilhar ativamente seus conhecimentos e novidades técnicas com a "concorrência" - criando um ambiente com muita competitividade onde sobressai-se aquele que melhor executa, mais rapidamente entrega, mais facilmente integra. Muitas vezes ele não encontra em uma empresa tradicional, com modelos de gestão e de carreira tradicionais. Por isso, há cada vez mais dificuldade - não em encontrar profissionais capacitados -, mas em encontrar profissionais capacitados que estejam dispostos a arriscar sua evolução profissional em uma empresa que não tem agilidade para operar e sobreviver neste novo ambiente da nova economia e das novas relações entre as empresas.

IT Portal -  E fora da empresa: quais suas atividades e que gosta de fazer nas horas vagas?

Laércio Ribeiro - Quando eu era mais jovem (ainda não deixei de ser jovem, apesar dos 53 anos), eu investi boa parte do meu tempo na música. Em São José dos Campos, minha turma e eu éramos presença constante em todos os festivais de música da região. Daquele tempo ficaram amizades que perduram até hoje e a paixão pelo violão. Um amigo sincero me diz que eu gosto mais do violão do que o violão gosta de mim, mas é assim mesmo que funciona: tocar violão minimamente bem é um desafio que renova a alma e corpo. Como consequência, sou um apaixonado pela palavra - tanto a que leio quanto a que escrevo.

Há algum tempo, dediquei-me a produzir alguns artigos e reflexões em um blog que fala de tudo - de sentimentos, experiências, livros, músicas, opiniões e experiências profissionais e algo que chamo de "fábulas corporativas" (com "grandes sucessos" de leitura e clique como Era uma vez, uma floresta e Projeto, uma história

Na seção "fábulas corporativas" escrevi uma série de pequenos artigos cuja intenção original era expandir e transformar em livro - chamado "O Circo Chegou! Vamos Todos Até Lá!". Por enquanto, é apenas um "livreto" na Amazon com algumas unidades vendidas 

IT Portal - Você faz parte de um clube, participa de algum trabalho social?

Laércio Ribeiro - Há algum tempo, dei algumas palestras em algumas organizações de serviço social para adolescentes - com o tema "Olha que a vida está passando", sobre desafios e oportunidades da vida diária. Foi algo que gostei muito de fazer e, pela receptividade e retorno que obtive das audiências, foi muito positivo. Estou sempre à disposição para esse tipo de atividade.

IT Portal -  Se você pudesse mudar o mundo, o que você mudaria? Por que?

Laércio Ribeiro - Eu acredito firmemente que posso e mudo o mundo toda vez que eu me esforço ao máximo para fazer o melhor trabalho possível (e um pouco mais), inspirando aqueles que estão ao meu lado. Graças a Deus, tenho conseguido alguns sucessos nesta área, pois trabalho com gente que, apesar das diferenças, tem as mesmas paixões por coisas bem-feitas e que vão fazer a diferença para a nossa sociedade. Trabalhar assim é um prazer - e isso muda tudo.

Se cada um de nós fizer a sua parte e influenciar positivamente a quem está perto, o mundo vai mudar de um jeito inevitável e inimaginável - para melhor.

Laércio Ribeiro no LinkedIN: https://www.linkedin.com/in/laercioribeiro

Login