Você está aqui: HomeEquipe IT PortalAconteceBlockchain Festival debaterá a aplicação desta tecnologia nos negócios e vida das pessoas

Blockchain Festival debaterá a aplicação desta tecnologia nos negócios e vida das pessoas

 

Evento acontece no dia 23 de maio no Renaissance Hotel, em São Paulo, com painéis, mesas de debate e apresentação de cases, envolvendo um time de profissionais que são referência no estudo e utilização da tecnologia blockchain

O blockchain, tecnologia que possibilita a realização de operações com transparência, agilidade e segurança, ganhou projeção por ser o sistema que dá suporte às transações com bitcoin e outras criptomoedas. Essa funcionalidade já seria suficiente para despertar – como vem despertando – grande curiosidade em torno desse inovador mecanismo. Sua utilidade, entretanto, vai muito além das criptomoedas. Experiências com essa plataforma vem sendo feitas, com resultados positivos, em diversas áreas, desde o registro de documentos e preservação de direitos autorais até o acompanhamento de processos eleitorais, para garantir transparência e evitar fraudes.

Compreender os conceitos que estão por trás dessa tecnologia, analisar em detalhe a validade das experiências realizadas e antever as suas potencialidades é o desafio que profissionais de diversas áreas estão tendo que enfrentar, se não quiserem perder lugar no trem da história. Para auxiliar nessa complexa e imprescindível tarefa, a TW Content está organizando o Blockchain Festival, que acontecerá dia 23 de maio no Renaissance Hotel, em São Paulo.

A programação incluirá painéis, mesas de debate e apresentação de cases, envolvendo um time de profissionais que são referência no estudo e utilização da tecnologia blockchain. O público-alvo desse evento é amplo: de profissionais focados em tecnologia a executivos que precisam se familiarizar com essa nova ferramenta para decidir sobre sua conveniência para o negócio. 

Nas mesas redondas serão debatidos temas como o blockchain como fator de mudança no ambiente de negócios, regulamentação, a interferência dessa tecnologia no dia a dia das pessoas e a utilização do blockchain, na prática. O programa de palestras inclui apresentações sobre o impacto da tecnologia na sociedade, nas empresas e no governo, a oportunidade do ICO (Initial Coin Offering ou Oferta Inicial da Moeda) para captar recursos, contratos inteligentes e blockchain como ferramenta de transparência e democracia.

Participantes

Ronaldo Lemos, advogado, especialista em mídia, propriedade intelectual e tecnologia. É mestre em Direito pela universidade de Harvard e doutor em Direito pela USP. Representa no Brasil do MIT Media Lab. É diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITSrio.org) e professor da cadeira de Direito da Internet da UERJ. É um dos criadores do Marco Civil da Internet.

Pedro Dória é escritor, jornalista e colunista de veículos de projeção nacional. Há 20 anos acompanha as mudanças promovidas pelo digital, principalmente no novo mundo que está sendo criado a partir do Vale do Silício. Autor de best sellers sobre História do Brasil, estudou em Stanford e fundou a startup Meio.

Safiri Felix é especialista em criptomoedas e um dos pioneiros no mercado brasileiro de bitcoin. Atua como business developer na ConsenSys, líder global em aplicações para blockchain, por meio de quatro frentes: consultoria, educação, capital e venture studio, com mais de 30 startups focadas em aplicações descentralizadas baseadas em Ethereum.

Carl Amorim é engenheiro, com MBA em Finanças e pós-graduação em Marketing. É executivo do Blockchain Research Institute no Brasil. Mestre em Administração de Empresas, empreendedor e professor, há 11 anos trabalha com organizações em rede e na articulação de organizações distribuídas baseadas no blockchain. É co-editor, tradutor e autor da apresentação do livro Blockchain Revolution, de Don Tapscott. 

Gabriel Aleixo é pesquisador, professor e consultor. Atua no mercado de criptomoedas e tecnologia blockchain desde 2013. Graduado em Administração pela FGV, é pesquisador sênior na área de Tecnologia Blockchain e Criptomoedas do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS Rio), onde é coordenador do Grupo de Estudos em Blockchain. Co-criador e apresentador da webserie Bitcoin em Português, primeiro curso aberto sobre bitcoin em língua portuguesa. 

Fabio Seixas é empreendedor digital há mais de 20 anos. Criou seu primeiro negócio digital em 1996. Fundou e comandou diversas empresas, sendo a mais recente a Taylor, um assistente inteligente para trade de criptomoedas.

Anderson Thees é sócio do Redpoint eventure, o maior fundo de venture capital do Brasil, focado em empresas de internet em estágio inicial de operação. Primeiro fundo do Silicon Valley com presença no país.

Clarissa Luz é advogada especializada em Direito da Tecnologia e Propriedade Intelectual pela University of California Berkeley. Morou no Vale do Silício em 2017, onde atuou como Legal Fellow para o California Lawyers for the Arts. Participou da clínica Startups@BerkeleyLaw, cofundou a Berkeley International Association of Law. Membro do Blockchain@Berkeley, do Comitê de Blockchain da AB2L (Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs) e do Comitê de Privacidade de Dados da AB2L. Cofundadora da Comissão de Startups da OAB/SP Pinheiros. Fundadora do Coletivo ELAS_inTech e mentora de associações como Insper, StartSe e Junior Achievement.

Daniel Annenberg é secretário municipal de Inovação e Tecnologia de São Paulo. Formado em Administração Pública pela FGV e em Ciências Sociais pela USP, comandou a reestruturação do Detran-SP, maior órgão de trânsito da América Latina, entre 2011 e 2016. É um dos idealizadores do Poupatempo, projeto do qual foi superintendente de 1996 a 2006. Foi sócio-fundador da Res Pública, consultoria em serviços públicos. 

Manoel Lemos é sócio da Redpoint eventures, o primeiro e único fundo de venture capital do Brasil criado em parceria com fundos do Vale do Silício. Engenheiro da computação pela UNICAMP, tem especialização em estratégia e inovação pela Sloan Business School do MIT. 

Alexandre Van de Sande é designer, trabalha para a Ethereum Foundation desde 2014 e atualmente lidera o desenvolvimento do projeto Mist, um browser que se utiliza do poder de contratos inteligentes no blockchain para criar uma internet mais descentralizada.

Paula Berman é diretora do Programa de Embaixadores da Democracy Earth Foundation (DEF), onde trabalha com líderes de mais de 10 países para a criação de programas pilotos locais de democracia líquida e votos em blockchain. Antes da DEF, foi capitã do Code for Curitiba, grupo voluntário de hacker ativismo, e liderou o Politikei, plataforma de participação cívica para câmaras municipais. Em 2017 foi nomeada Jovem Líder de Tecnologia Cívica pela Universidade de Stanford e National Democratic Institute (EUA).

Keiji Sakai é country manager da R3 no Brasil. Atuou anteriormente na B3, primeiro como diretor de tecnologia para novos negócios e, depois, como responsável pelo programa de integração das áreas de tecnologia da BM&FBovespa e Cetip. Com 30 anos de experiência na área de tecnologia da informação, ocupou posições executivas em multinacionais financeiras no Brasil, como os bancos JP Morgan, HSBC e Deutsche Bank. Também liderou o grupo de trabalho de blockchain da Febraban, que incluía bancos e câmaras de liquidação, atuando em parceria com o Banco Central para acelerar a adoção da tecnologia no mercado brasileiro. 

Vanessa da Rocha Santos Almeida é líder da Iniciativa Blockchain do BNDES, uma das propostas ganhadoras do concurso de inovação aberta pela organização. É mestre em informática e pós-graduada em desenvolvimento econômico e social. Com mais de 15 anos de experiência em projetos de tecnologia, foi uma das líderes do programa de transformação organizacional do BNDES. É colunista do Infochain e participante da rede de liderança feminina brasileira na Universidade de Columbia. Sempre em versão beta, acredita que inovação e empreendedorismo vão transformar o BNDES e o Brasil.

Gladstone Arantes tem mais de 20 anos de experiência na área de TI. Doutor pela COPPE/UFRJ na área de algoritmos distribuídos, foi coordenador e professor de vários programas de graduação e pós, tanto em áreas técnicas como de gestão. Liderou a área de arquitetura de TI do BNDES por 10 anos. Começou a se envolver com o tema blockchain em 2016, quando concebeu o BNDES Token, proposta selecionada no concurso de inovação do BNDES, em novembro de 2017. Hoje, é líder técnico da Iniciativa Blockchain do BNDES, membro do Grupo de Estudos sobre Blockchain em Aplicações de Interesse Público do ITS e do GT Blockchain da Febraban, além de colunista do Infochain.

Informações e inscrições: blockchainfestival.com.br

 

 

 

Login